As entradas nos palácios, museus e monumentos nacionais, voltam a ser gratuitas aos domingos até às 14:00, como tinha anunciado há um mês, no parlamento, o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes…

A medida fora suspensa pelo anterior governo, em 2014, altura em que as entradas passaram a ser gratuitas apenas no primeiro domingo de cada mês, durante todo o dia, tendo então a Direção-Geral do Património Cultural criado um bilhete destinado às famílias numerosas.

A data de regresso da gratuitidade foi assinalada, numa visita do ministro da Cultura ao Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, que também marca o primeiro centenário desta instituição.

Na ocasião foi também apresentada a obra “Museu Nacional Machado de Castro 100 anos/100 obras”, numa seleção e abordagem do poeta João Miguel Fernandes Jorge, com prefácio do ministro da Cultura, que destaca o valor do acervo e do edifício, classificado como monumento nacional, “que reflete dois mil anos de edificado histórico urbano da cidade de Coimbra”, entre o Criptopórtico romano e a mais recente intervenção do edifício, feita pelo arquiteto Gonçalo Byrne.

No parlamento, quando questionado sobre o regresso da gratuitidade, que estava a ser estudada, Luís Filipe Castro Mendes disse que se tratava de uma “medida emblemática para os portugueses conhecerem mais e melhor os museus”.

Responder